domingo, 25 de novembro de 2012

Periquito Australiano


(Melopsittacus undulatus)
Colocar apenas um casal em cada gaiola, a fêmea põe um ovo por dia, apostura pode ir de 4 a 6 ovos. 
  1. Incubação 18 dias
  2. Colocar anilhas ao fim de 5 dias
  3. Deixam o ninho com 5 semana
Deve-se identificar as crias com anilhas, para não cruzarmos Irmãos.
Família - Psittacidae
Espécie - 
Melopsittacus undulatus
Comprimento - 12cm
Plumagem - 


Estado selvagem

Migração - Parcialmente migradora/nómada 
Distribuição -  Austrália.
Ninho - Uma cavidade, sem forro, num tronco de árvore  num cepo apodrecido,ou no pote duma vedação.

sábado, 11 de junho de 2011

Viveiro de Exterior - Plantas e Arbustos 2

Palmeira-de-leque (Washingtonia filifera)
Muito apreciada pelas aves exóticas, uma vez que o seu tronco tem uns filamentos muito apreciados pelas aves para fazerem os ninhos.
Nota: deve ser protegida durante o período de descanso das aves (colocar uma rede em volta da palmeira)

domingo, 27 de março de 2011

Primeiras crias de 2011 de Diamantes Mandarim

Fotos das primeiras crias de Diamante-Mandarim (coloração selvagem)


Assim que sente que se vai tirar uma foto entra no ninho e tapa as crias.  

domingo, 6 de fevereiro de 2011

sábado, 18 de dezembro de 2010

Alimentação para Aves Exóticas no Inverno

Durante o Inverno período em que as aves mais precisão de “Gordura” pode-se fornecer através de sementes, Cânhamo, Níger, Linhaça e Colza.   
A proporção e de um quilograma de comida para Exóticos adiciono mais: Ver quadro.   


Espécies
Inverno
Níger
50 gr
Colza
100 gr
Linhaça
25 gr
Cânhamo
50 gr


Para 1kg de comida de exóticos junto + 50gr (Níger) +100gr (colza) +25gr (Linhaça)+50gr (Cânhamo)

Ou pode fazer-se a mistura de sementes “gordas” a parte, para quem tem mais que uma espécie de aves do jeito pois as medidas podem aplicar-se a várias espécies.

Se fizer a mistura a parte deve dar por exemplo uma medida ver (foto1) por comedouro ver foto2
Foto1
Foto2


Para fazer a mistura e necessário, uma balança e as respectivas sementes:

Balança

  Sementes Quentes (Gordas)


De seguida podemos ver:

Sementes para Exóticos
Sementes Gordas
Sementes sem a mistura de sementes "gordas"

Sementes com a mistura de sementes "gordas"


Quando a mistura é feita a parte é um medida por comedouro:



sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Cuidados a ter com as gaiolas no Inverno.

Com a entrada do Inverno e preciso tomar certos cuidados, evitar correntes de ar, mudar o conteúdo do fundo da gaiola para o tornar mais quente. 



Aparas para hamster esterilizadas.

 

Fundo da gaiola com aparas para hamster esterilizadas, torna o fundo mais quente e acolhedor.



domingo, 14 de novembro de 2010

Como ver se o ovo está fecundado?

Como ver se o ovo está fecundado?
Para ajudar a ver se os ovos estão fecundados, podem usar um Ovoscópio , aparelho para verificar a idade e a fecundação dos ovos, ou uma simples lanterna pequena.
Desde que tenha o diâmetro do ovo.


O ovo da esquerda não esta fecundado pois não tem raios de sangue, o ovo do lado direito como se pode ver tem raios de sangue o que significa que está fecundado. (ovo com quatro dias)

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Colocação da anilha


 Se não for colocada entre o oitavo e o décimo dia de vida, torna-se impossível fazê-la deslizar sobre a pata do animal.
No entanto, o seu diâmetro é suficientemente largo para não incomodar a ave, mesmo quando adulta.


segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Cuidados a ter, quando comprar uma ave:

Ao comprar uma ave deve ter-se cuidado de a aproximar do nosso ouvido (com cuidado) para escutar a sua respiração. Se for regular, é indicação de que esta de saúde no que diz respeito ás vias respiratórias, se for acompanhada  de aceleração ruidosa (assobio), está doente.
O primeiro indicativo do estado da saúde de qualquer ave é dado pelo aspecto das suas penas, pois estão inseridas na derme e alimentadas pelo fluxo sanguíneo. Se perderem a vitalidade e brilho isso significa que há qualquer deficiência, pelo envelhecimento ou até por defeituosa alimentação.
Podemos ainda avaliar o estado de saúde de uma ave soprando-lhe a plumagem do abdómen. Se os intestinos estiverem inchados e a pele inflamada ou de cor arroxada, é porque está doente, assim como se o esterno se apresentar saliente e pontiagudo.

sábado, 6 de novembro de 2010

Alimentação das Aves . Plantas Selvagens

Plantas Selvagens na Alimentação das Aves


Dente de leão   (Taraxacum officinale)

O dente de leão cresce em todo o lado. 

Prefere os bordos das estradas e caminhos, os campos e chega a ser uma praga nos relvados e quintais.

Planta vivaz floresce de Abril a Junho.Folhas ricas em vitamina C. Sementes  verdes dos capítulos muito apreciadas pelas aves indígenas.

 As folhas podem ser fornecidas com verdura aos canários 



Cabelo de Cão (Poa annua)

Jardins, quintais relvados e terrenos incultos.
Planta anual ou bianual quando nasce no Outono. Floresce de Fevereiro a Setembro.

As sementes, são apreciadas por todas as aves. Estimulam a reprodução de todas as aves granívoras.

Propaga-se por semente, planta muito resistente de crescimento fácil encontra-se em todo o lado.




Tanchagem (Plantago lanceolata)
 
Campos, ao longo dos caminhos, e terrenos baldios, nos quintais.

Planta vivaz, floresce de Maio a Outubro.
Cápsulas de sementes a partir de Agosto quando ficam castanhas. 

Apreciadas pelas aves indígenas e canários. Planta favorece a muda das penas. Caules com sementes podem ser presos às grades da gaiola com uma mola da roupa.



Serralha ou Leituga (Sonchus oleraceus) 

Solos ligeiros e húmidos de campos, quintais, valetas de caminhos.

Planta anual, floresce de Junho a Setembro.
Colher as flores e caules com sementes maduras são apreciadas pelos canários e aves indígenas.

Planta liberta um látex branco, quando cortada.




Agrião dos Prados (Stellaria media)
 
Cresce em terrenos férteis com húmus.

Encontra-se nas hortas e quintais.

Planta anual, floresce de Fevereiro a Dezembro.

Deve ser colhida e servida fresca. 
Colher as flores e caules com sementes verdes são apreciadas pelos canários e aves indígenas. Se secarmos os seus caules, podem ser usados como material para a construção dos ninhos.
NOTA: Ter atenção à cor das flores, deve ser branca.
Evitar confundir com outras espécies de plantas venenosas parecidas que tem flores azuis ou vermelhas.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Higiene

Higiene equipamento básico de limpeza.

- Escovilhão
- Escova de lavar
- Detergente
- Esponja
- Espátula
- Luvas de borracha
- Desinfectante


Nota:Escolha desinfectantes próprios e assegure-se que não são tóxicos para as aves, passar por água limpa, sempre a gaiola e qualquer outro material depois de desinfectado.


Fim da criação por sua vez altura de fazer limpeza dos utensílios de criação, desinfectar gaiolas, artigos de plástico, ferver os ninhos sisal, entre outras coisas.  



Brincadeiras De Bemgalins do Japão....


Este é o estado em que ficou, um dos ninhos que pôs para as crias de Bengalim pernoitarem na voadeira.
Não foi por falta de material para os ninhos, pois tive o cuidado de por, é muito são mesmo traquinas…. 

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Coisas engraçadas....


Quarta-feira dia de limpeza e por sinal era o dia estipulado para separa os Mandarins para começarem o descanso com o inicio do frio. Ao separa os Machos e Fêmeas, em voadeiras separadas. Tive de sair a pressa para tratar de um assunto pessoal, quando chego a casa como e habito a noite vou dar uma volta apelas gaiolas, reparo que tinha um Mandarim macho branco com as fêmeas cinzentas, retiro a ave e ponho a ave na respectiva voadeira, passa uns dias quando vou a ver tinha uma cria num dos ninhos. "O macho Branco em poucas horas galou uma Fêmea Cinzenta.
Coisas engraçadas.  
 

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Aves: Os Meus Videos

Aves: Os Meus Videos: "Tentilhão Japonês Preto Casal de Bengalins Do Japão no ninho Mandarins a fazer o ninho Bengalim do Japão no ninho Mandarins Vários ..."

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Dia triste....

Hoje foi um dia "não" ao fazer as limpezas, ver ninhos deparei-me com uma ave morta, ponho isto no blog porque nem tudo e um mar de rosas na ornitologia.
Para um criador e sempre triste ver as suas aves mortas.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Viveiro de Exterior - Plantas e Arbustos

Para si que tem Quintal ou Jardim.
 Pode construir um viveiro de exterior mas há aspectos a ter em conta:
  • Escolher o tipo de aves que deseja não devendo misturar aves de fico fino com aves de bico grosso, duro e curvo. 
  • Escolher o tipo de rede de acordo com os seus habitantes
  • Certifique-se  que a parte que vai ficar portegida está voltada com as costas para Norte.
A orientação deve ser de Este-Oeste (E-W)
  • No verão teremos Sol pela manhã, sombra durante quase toda a tarde e Sol de novo ao fim da tarde.
  • No Inverno, como a rota do Sol é mais baixa ao longo do horizonte, iluminará o viveiro durante todo o dia. ( ver Fig.1) 


Fig.1

Viveiro de Exterior

E constituído por:
Abrigo coberto (Abrigo Nocturno)
Semi-Abrigo (Zona Semi Coberta)
Área descoberta (Zona Livre de Voo)




Nem todas as plantas são adequadas a utilização em aviários. muitas espécies são venenosas...

Os exemplos que se seguem são adequados à utilização em viveiros de exterior.